Veja o que pode mexer com o mercado de milho na próxima semana

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
28/01/2019
Redação

Produtores de milho começam a sentir os custos de transporte subirem conforme a colheita da soja se inicia. Já no mercado internacional, o acordo entre Estados Unidos e China ainda é o foco, mas analistas dizem que ainda “restam muitas aparas para a concretização de um trato que agrade ambas as partes”.

O analista da Safras & Mercado Paulo Molinari elencou os principais fatores que podem influenciar os preços desta commodity na próxima semana. Confira:

  • O secretário do comércio norte-americano anunciou recentemente que o acordo entre China e EUA está distante, o principal ponto de divergência segue na questão da propriedade intelectual;
  • A próxima semana será decisiva para a evolução das tratativas. Em caso de fracasso das negociações, nova rodada de taxações deve ser anunciada ao fim da trégua de 90 dias anunciada no último mês de dezembro;
  • Dados corriqueiros como exportação semanal seguem relevantes para nortear o mercado. Ainda não há confirmação do relatório de Oferta e Demanda em fevereiro;
  • No mercado interno, o perfil de negociações segue inalterado no disponível. Com fluxo pontual, oferecendo dificuldade ao consumidor em alongar sua posição. Para a segunda safra, o fluxo de negócios também esteve restrito no decorrer da sexta-feira;
  • Já é perceptível o aumento do custo de frete em meio à colheita da soja. Quadro que deve se acentuar conforme avança o trabalho de campo;
  • Os consumidores em determinadas regiões do país encontram dificuldade na composição de seus estoques, remetendo à possível alta dos preços no curto prazo;
  • No Rio Grande do Sul, o trabalho de campo ainda flui de maneira irregular devido à incidência de chuvas que prejudicaram a evolução da colheita. No estado, a colheita alcançou 18% da área plantada.
Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp