Maracaju/MS
22°C
Scattered clouds
segunda-feira
30°C
20°C
terça-feira
23°C
17°C
Maracaju/MS
22°C
Scattered clouds

Vereadora Marinice Penajo participa do I Encontro de Vereadoras do Mato Grosso do Sul

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
31/03/2019
Redação

Foi realizado nesta quarta-feira (27.3) o I Encontro de Vereadoras do Estado de Mato Grosso do Sul, promovido pela Assembleia Legislativa (ALMS), por meio da Escola do Legislativo, com o objetivo de abordar os direitos das mulheres e formas de efetivar a igualdade. Na ocasião, foi lançada a Frente Parlamentar em Defesa da Mulher.

Para o coordenador da Escola do Legislativo da ALMS, Ben-Hur Ferreira, o evento transparece a importância reconhecida do assunto em questão, que é o direito das mulheres. “Esse é um ato histórico, significa que essa luta pelos direitos das mulheres tomou uma proporção tamanha, que o parlamento, mesmo totalmente masculino, não pode ficar indiferente às pautas femininas”, disse Bem-Hur, que foi mediador das palestras realizadas no evento.

A subsecretária de cidadania, Luciana Azambuja Roca, destacou as políticas públicas para mulheres em andamento no MS.

As palestras proferidas foram: “A importância da liderança feminina na política”, com a Conselheira do Tribunal de Contas Estadual, Marisa Serrano; “As instituições e o combate à violência contra a mulher”, com a juíza Jacqueline Machado e “A vereadora e as políticas públicas em defesa da mulher”, com a subsecretária de cidadania, Luciana Azambuja Roca.

Segundo a subsecretária, é preciso uma ação conjunta para combater a violência às mulheres e promover as políticas públicas para as mulheres. “Nós da subsecretaria de Cidadania estamos buscando novas ferramentas para divulgar as ações em favor das mulheres. É necessário falar sobre isso nas escolas e em todos os ambientes, alcançando toda a comunidade, por isso a relevância da participação de todas”, disse Luciana mencionando o fortalecimento das ações no âmbito do governo estadual.

 

“Nós mulheres temos continuar encorajando outras mulheres a ocuparem cargos de poder”, ressaltou a vereadora Anny Espínola, de Ponta Porã.

A vereadora Anny Espínola (PSDB), de Ponta Porã  destacou a relevância do evento para o fortalecimento e participação das mulheres na vida pública. “Nós mulheres temos continuar lutando pelo nosso espaço, aprimorando nossos conhecimentos sobre política. E acima de tudo encorajando outras mulheres a ocuparem cargos de poder”, destaca.

Parlamento Feminino

Recentemente a vereador assumiu a coordenação do Parlamento Feminino, criado com o apoio do Governo do Estado, e formado pelas vereadoras de municípios fronteiriços de Mato Grosso do Sul,  para trabalhar no desenvolvimento de políticas públicas em defesa das mulheres vítimas de violência.

Formado com apoio da Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica (Segov), por meio da Subsecretaria Especial de Cidadania e da Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres, o Parlamento Feminino da Fronteira tem representatividade de 18 municípios. São eles: Amambai, Antônio João, Aral Moreira, Bela Vista, Caracol, Coronel Sapucaia, Corumbá, Eldorado, Iguatemi, Japorã, Ladário, Laguna Carapã, Mundo Novo, Paranhos, Ponta Porã, Porto Murtinho, Sete Quedas e Tacuru.

Texto: Jaqueline Hahn Tente – Subsecretaria de Cidadania (Secid). 

Fotos: Wagner Guimarães.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp