Find the latest bookmaker offers available across all uk gambling sites www.bets.zone Read the reviews and compare sites to quickly discover the perfect account for you.
quarta-feira , 23 janeiro 2019
Notícias de Última Hora
karabuk bayan escort kastamonu bayan escort burdur bayan escort kirikkale bayan escort nigde bayan escort aksaray escort amasya escort erzurum escort bartin escort batman escort
Home / Notícias / Agronegócio / Soja: Chicago recupera baixas da semana com estimativa de perdas no Brasil

Soja: Chicago recupera baixas da semana com estimativa de perdas no Brasil

Na sexta-feira, dia 11, os preços da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam em alta. O mercado reduziu as perdas acumuladas da semana, após a forte queda da quinta-feira, causada pela falta de informações concretas sobre os resultados da reunião entre China e Estados Unidos no início da semana, que serviu de pretexto para um movimento de vendas por parte de fundos e especuladores. Além disso as preocupações com a safra brasileira também sustentaram o mercado.

SOJA NA BOLSA DE CHICAGO (CBOT) – POR BUSHEL

  • Março/2019: US$ 9,10 (+3,50 cents)
  • Maio/2019: US$ 9,23 (+3,50 cents)

Brasil 

Já no mercado interno,  a soja  fechou a semana de poucos negócios e com preços mistos.  A volatilidade do dólar também contribuiu  os negócios.

A produção brasileira de soja em 2018/2019 deverá totalizar 115,718  milhões de toneladas, com recuo de 4,2% sobre a safra da temporada anterior,  que ficou em 120,808 milhões de toneladas.  No relatório anterior, divulgado em novembro, a previsão era de 122,223  milhões de toneladas.

SOJA NO MERCADO FÍSICO – POR SACA DE 60 KG

  • Passo Fundo (RS): R$ 75
  • Cascavel (PR): R$ 70,50
  • Rondonópolis (MT): R$ 68
  • Dourados (MS): R$ 68
  • Santos (SP): R$ 79
  • Paranaguá (PR): R$ 76
  • Rio Grande (RS): R$ 78,50
  • São Francisco (SC): R$ 79

Milho

Em Chicago, o preço do milho na Bolsa de Mercadorias de Chicago fechou encerrou a sexta-feira, dia 11, com preços mais altos. O mercado seguiu a soja que fechou com ganhos em meio às preocupações com o clima seco no Brasil,  que vem prejudicando tanto as lavouras do cereal quanto as da oleaginosa.

A posição março acumulou queda de 1,24% na semana. Esta foi a quarta retração semanal  em cinco sessões.

Um movimento de compras técnicas também favoreceu a alta. O destaque  também fica com a expectativa de não divulgação do relatório de oferta e  demanda do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, por conta da  paralisação do governo.

MILHO NA BOLSA DE CHICAGO (CBOT) – POR BUSHEL

  • Março/2019: US$ 3,78 (+2 cents)
  • Maio/2019: US$ 3,86 (+2,25 cents)

Brasil

Nas negociações do mercado interno, o preço para o milho se manteve estável. Segundo a consultoria Safras e Mercado, as informações indicam a retomada da colheita em áreas do Rio Grande do Sul, onde as chuvas estavam atrapalhando os trabalhos.

MILHO NO MERCADO FÍSICO – POR SACA DE 60 KG

  • Rio Grande do Sul: R$ 39
  • Paraná: R$ 36
  • Campinas (SP): R$ 42
  • Mato Grosso: R$ 27
  • Porto de Santos (SP): R$ 38
  • Porto de Paranaguá (PR): R$ 36
  • Porto de São Francisco (SC): R$ 36

Café

O mercado brasileiro de café teve  uma sexta-feira de preços mais baixos. As cotações recuaram diante da  desvalorização do arábica na Bolsa de Nova York. Assim, o mercado teve um dia travado na comercialização.

CAFÉ NO MERCADO FÍSICO – POR SACA DE 60 KG

  • Arábica/bebida boa – Sul de MG: R$ 405 a R$ 410
  • Arábica/bebida boa – Cerrado de MG: R$ 410 a R$ 415
  • Arábica/rio tipo 7 – Zona da Mata de MG: R$ 340 a R$ 345
  • Conilon/tipo 7 – Vitória (ES): R$ 300 a R$ 305

Bolsa de Nova York

O café arábica encerrou  o último dia da semana com operações na Bolsa de Mercadorias  de Nova York em queda.  A sessão foi volátil e o mercado chegou a subir em parte do dia, buscando
direção. A queda do petróleo exerceu pressão sobre os preços.

NOVA YORK (ICE FUTURES US) – POR LIBRA-PESO

  • Março/2019: US¢ 103,85 (-0,40 cent)
  • Maio/2019: US¢ 107,20 (-0,45 cent)

Bolsa de Londres

Já em Londres, os contratos do café robusta na Bolsa Internacional de Finanças de Londres encerrou as operações da sexta-feira  com preços mais altos. No balanço da semana, o contrato março acumulou uma perda de 0,1%.

Segundo traders, em mais uma sessão volátil, Londres teve um movimento de ajuste técnico ante o final de semana. A bolsa vai buscando uma  reacomodação. Os fundamentos seguem baixistas diante da ampla oferta global,  mas o mercado foi dominado por aspectos técnicos no dia.

CAFÉ ROBUSTA NA BOLSA DE LONDRES (LIFFE) – POR TONELADA

  • Março/2019: US$ 1.543 (+US$ 7)
  • Maio/2019: US$ 1.566 (+US$ 9)

Reportagem: Canal Rural


Sobre Ellen Karine Birck

Ellen Karine Birck
20 anos, apaixonada pela minha profissão. Com intuito de trazer notícias, informações, entretenimento e muito mais em primeira mão. Jornalismo com Seriedade!

Veja mais!

Representatividade Rural: Diretoria do Sistema Famasul apresenta demandas para o mercado do leite a Ministra da Agricultura

O Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS participou de um encontro ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *